{ Todo mundo precisa de um coach em sua vida }

Título coach

Faz tempo que eu quero escrever sobre isso pra vocês! Muitas pessoas acompanharam pelo meu stories algumas das minhas sessões de coaching, e muitas outras, as que estão mais próximas, puderam notar e sentir a diferença que esse processo fez em minha vida. Hoje é dia de me abrir pra vocês e contar um pouco sobre como foi a experiência e o que significou pra mim. Vamos lá?

Passei por grandes decepções desde o final de 2016 e início de 2017, o que me fez por alguns momentos achar que o mundo estava realmente perdido. Em janeiro decidi que não me importaria mais para o que viesse a acontecer de ruim em minha vida, que sempre olharia o mundo de uma forma mais positiva e usaria essas adversidades como impulso para lutar ainda mais. Alguns dias depois meu mundo desabou novamente com um término de namoro de 8 anos muito bons. Sofri bastante, mas graças a Deus por pouco tempo.

Levantei minha cabeça e decidi que precisava de pessoas que me aconselhassem e me ajudassem nesse momento que estava sendo tão difícil, tanto profissionalmente, quanto emocionalmente e também em minha família.

Encontrei a Nayara Magalhães, uma grande amiga, que viu a confusão que estava minha mente, principalmente em relação a tomar as decisões com mais firmeza e a ser mais segura de mim, e me convidou a passar pelo processo de coach.

A primeira sessão já foi um sonho! Ter alguém que saiba sobre as dificuldades pelas quais você passa, te apoia e te impulsiona para alcançar melhores resultados é fantástico. Cada exercício passado era um desafio que inclusive me ajudavam a ser mais focada e otimizar meu tempo para poder ter esses momentos tão gostosos que são as atividades do coaching.

A mudança foi tão imediata que na primeira semana já tomei uma decisão muito importante. Deixei pra traz tudo aquilo que me prendia ao passado e dei eu mesma uma chance para o futuro. Acreditem, com muita determinação e esperança. A sensação foi tão incrível que ninguém entendia o que estava acontecendo comigo. Enquanto minha família ainda sofria pelo meu término, eu estava ali, firme e forte para dizer a eles que estava bem e que tudo aquilo tinha um propósito.

Minha principal expectativa em relação ao coaching era sair de lá com uma auto estima renovada, mais segura de mim e de que eu podia ser e resolver qualquer coisa. Sem dúvida foi o que aconteceu.

Hoje, me relaciono muito melhor com minha família, dei um passo enorme em relação ao que queria para minha vida e inclusive para a área sentimental. Trabalho muito mais focada, sou muito mais produtiva, sinto que meus clientes me dão mais credibilidade pois sei me posicionar melhor e ainda estou lendo e estudando mais. Pra finalizar com chave de ouro, desenvolvemos um projeto fantástico, o #SeValorizaMenina, que está sendo sucesso total em meu blog. Nele abordamos temas sobre relacionamento e temos recebido um feedback muito legal de mulheres que nos procuram para desabafar a acabam sendo orientadas e direcionadas ao coaching.

É muito importante ter a mente aberta para investir em melhoras nas diversas áreas de nossa vida. Se engana quem pensa que não se pode viver uma vida de total plenitude. Se é o que você realmente deseja, você pode! Basta se esforçar e procurar uma orientação com profissionais capacitados e com experiência para ajudá-lo a alcançar seus objetivos. Quando você tem alguém que te acompanha, te direciona e que diz que você pode quando você está prestes a desistir é o diferencial.

E é por isso que eu acredito no coaching e indico a minha coach Nayara Magalhães para todos. Sim! Todos precisam ter o privilégio e a chance de passar por esse processo!

Não vivo mais sem! Quero participar de todas as palestras e cursos e sempre fazer algumas sessões extras. O coach me impulsiona e motiva para alcançar ainda mais do que eu imagino. Os meus sonhos para daqui alguns anos são muito menores do que o que eu realmente posso e vou realizar. Uma nova Pati nasceu agora!

E aí? Gostaram do post?
Que tal iniciar esse processo
entrando em nosso grupo #SeValorizaMenina?

Deixe seu contato nos comentários que iremos adicionar você!Assinatura10

{ As mulheres não confiam nos homens }

Título Post Mulheres não confiam

Depois que iniciamos a série #SeValorizaMenina um mundo novo se abriu na minha mente. A oportunidade de conhecer o que várias mulheres tem vivido e de poder ser, junto com outras tantas meninas, apoio, é pra mim uma honra enorme!

Mas aliado a tudo isso, também acabei criando o desejo de conhecer mais sobre o tema relacionamento e sobre os homens, e consequentemente me vi em várias divagações e questionamentos que inclusive tenho compartilhado com muitas amigas.

Não! Esse não é um post machista muito menos feminista, pelo contrário. Nele cito 5 justificativas pelas quais nós mulheres temos tanta dificuldade para confiar e acreditar nos homens. Objetivo? Quem sabe não podemos nos ajudar?

| 1 – CONTEXTO HISTÓRICO |

Infelizmente as mulheres não viveram uma boa história em relação aos homens não é mesmo? Em geral, a mulher era dominada pelas decisões de seu pai e marido. Além de terem seus casamentos arranjados, quando se tornavam viúvas, elas assim como seus bens passavam automaticamente para os cuidados do parente mais próximo. Na história das mulheres vemos claros abusos de um ser humano que era tratado como inferior aos homens. Burca obrigatória, infanticídio feminino, sequestro de noivas, morte por honra, queimaduras, ataques com ácido, mutilação genital, tráfico e servidão, tudo isso fora os maus tratos sofridos por parte dos próprios maridos. Você sabia também que as mulheres ó puderam se matricular em escolas a partir de 1827 no Brasil? E acredite! Somente 50 anos depois puderam frequentar uma universidade. Na Constituição da República de 1891 as mulheres são excluídas do direito de votar, tratadas como cidadãs de segunda categoria. Vou parar por aqui, mas prometo um texto só sobre isso. Fato é que… Com todo esse contexto histórico se torna muito difícil a gente colocar nossa confiança nas mãos dos homens né?

| 2 – FALTA DE COMUNICAÇÃO |

Vamos falar a verdade! Qual o problema com a gente? Porque é que a gente não consegue falar a mesma língua? Porque temos tanta dificuldade em nos relacionar? A falta de comunicação, o medo de falar o que pensa e até mesmo a forma como se fala são alguns dos maiores problemas nos relacionamentos no geral.

As vezes, as mulheres não confiam nos homens pelo simples fato de eles gostarem de esconder coisas e de não falarem sobre o que estão passando. E os homens já tem essa predisposição pela dor de cabeça que os espera porque as mulheres costumam arrumar confusão por quase nada. Ou seja? Entramos em um ciclo vicioso que só será quebrado quando uma das duas partes tomar a decisão de ouvir e ser ouvido.

E digo mais… É muito mais fácil amar pessoas que se amam! Normalmente a baixa auto estima faz com que o outro (geralmente mais as mulheres) interpretem mal nossas palavras, causando sempre um conflito, muitas vezes difícil de resolver.

Fica a dica! Todo casal estável e feliz é habilidoso na hora de se comunicar! Sabem ouvir, tem empatia, e não ficam com todo esse egoísmo e chantagem existente hoje em tantos relacionamentos.

| 3 – INSEGURANÇA |

E já que falamos em insegurança é importante deixar claro aqui que auto estima é algo necessário para se viver bem, tanto sozinha quanto acompanhada. Uma mulher que não consegue se sentir bem solteira e gostar de fazer programas sozinha ou com as amigas não é segura de si.

É claro que manter a calma e auto confiança no seu trabalho, vida pessoal, sentimental ou mesmo física é um desafio! Apesar do que muitos acreditam, eu tenho pra mim que a confiança é algo que pode ser conquistada, ou reconquistada e reforçada em pequenas atitudes. Tudo começa na mente! E se você treinar sua mente para ser quem você quer ser, você poderá ser! Lógico que alguns tem mais dificuldade para chegar onde almejam e outros mais facilidade. Mas tudo depende de realizar, correr atrás e nem sempre só de sonhar.

Aqui no blog temos um post com “5 dicas para se sentir mais confiante” e um post da coach e visagista Nayara Magalhães sobre “Como aumentar sua auto estima em 7 passos”. Vale a pena conferir e se você é uma mulher insegura (ou mesmo homem inseguro) é importante descobrir o seu valor e quem você é. E no processo de coach desenvolvemos esse atributo! Procure a Nayara Magalhães, conheça mais sobre essa consultoria e invista em você.

| 4 – FALTA DE POSICIONAMENTO |

Eu sei que fico revoltada. Porque temos que fazer tantos joguinhos? Porque não dá pra sermos mais diretos em relação ao que sentimos? Porque muitos homens ficam cozinhando as mulheres em banho maria? Poxa vida! Eu acharia muito mais fácil um cara mandar a real e dizer: Você é interessante e eu gosto de você, mas, não quero nada sério. Homens! Isso dói bem menos do que bancar o interessado e gerar expectativas em uma mulher.

E na real mulheres, qual o problema em se posicionar diante de um cara? Tipo: Eu gosto de você e gostaria de poder te conhecer melhor. As vezes a estratégia de não parecer oferecida e ficar só no olhar e nas risadinhas é só boa no papel. Afinal, aposto que os homens não tem bola de cristal para adivinhar o que está dentro da nossa cabeça né? É tão fácil se posicionar! Mas a gente vive com medo de tomar um fora e de ficar sozinha! Quanta insegurança!

Acredito que a falta de posicionamento aqui, por parte dos dois lados, está muito ligada a máxima “é sempre preferível a dúvida de um sim do que a certeza de um não”.

Mas, podemos notar também o medo nítido que os homens tem do relacionamento sério. Medo esse relativo as responsabilidades que terão quando rotularem um relacionamento de namoro ou noivado. Mas fala sério né? Quanta imaturidade!

E as mulheres não ficam de fora não. Ahhh! Elas também tem seus vários contatinhos ali e quando levam um fora bonito, fazem de boa moça e colocam a culpa do cafajeste do homem. E tem mais! Porque nós temos que maquiar tanto nossa personalidade quando estamos conhecendo um cara? É lógico que eles tem medo de relacionamento sério! Quando pedem uma garota pra namorar, ela já vem com uma lista cheia de reivindicações e ainda vira o cão na primeira má nota que ele dá. E tô colocando minha cara a tapa aqui também. Não pensem que sou santa não. hahahahaha

| 5 – ESCOLHA ERRADA |

Agora entramos em um quesito que pra mim é o mais interessante aqui. Vários homens já reclamaram comigo sobre as mulheres quererem os caras errados e eu acredito que eles estão certos. Eu já presenciei muitas amigas falarem que o cara era muito certinho, ou romântico demais ou muito fofo e por ai vai. E daí, resolvem ter como crush aquele cara que não liga, não responde as mensagens, fica sempre enrolando marcar pra sair e simplesmente não consegue assumir o que sente! Sinceramente? Qual o problema com a gente ein? Porque não dar oportunidade pra um cara que por mais feio rsrsrsr ou meloso que pareça, está ali, disposto a estar com você?

A falta de não saber escolher aqui, pra mim, remete a não ter certeza sobre o que realmente queremos pra vida! Você já parou pra pensar que tipo de relacionamento está esperando? Sem julgamentos! Se você quer só um cara pra ficar, sem compromissos, tudo bem! Mas só se você for o tipo de mulher que não se apega e não cria expectativas. Porque se for ao contrário, acredito que você seja como eu e busque um cara que esteja com você porque tem sonhos e faz planos! Sim! Eu faço planos e por isso sei exatamente o tipo de pessoa que quero ao meu lado.

Portanto mulheres, vamos melhorar nosso posicionamento e criticar menos os homens nesse sentido. Escolha aquilo que você realmente quer pra sua vida! E ponto final.

E aí? Gostaram do post?
Vamos discutir mais sobre esse assunto?
Responda a enquete abaixo e deixe sua opinião nos comentários

Porque as mulheres não confiam nos homens?

View Results

Carregando ... Carregando ...
Assinatura10

{ Como manter um relacionamento saudável }

Título Post - Relacionamento Saudável 2

Oi Pessoal,

Aqui estou eu novamente para debater com vocês um tema muito importante! Manter um relacionamento saudável não é uma tarefa fácil, mas quando você aceita o desafio, colhe e proporciona frutos maravilhosos, para você e para o outro! Além do mais, o que venho falar aqui, não se aplica somente ao relacionamento conjugal, mas em todo os relacionamentos que alimentam os pilares da nossa vida: Familiar, Profissional, Espiritual, entre outros.

Sou casada a 4 anos e semanas atrás tive um conflito no meu casamento. Tive nesse conflito a percepção de atitudes que estava tomando e que não estavam ajudando nem a mim, nem a ele. Ai você me diz: “Jucy, mas o tema é como manter um relacionamento saudável e você vem falar de um conflito? Isso mesmo, pois é o real! Falar de um relacionamento saudável, não é falar de um relacionamento sem conflitos. Cuidado com a falsa estabilidade no seu relacionamento. Os conflitos nos fazem crescer, refletir e sair da zona de conforto! Um casal saudável tem conflitos, mas não vive neles, eles são resolvidos e tornam ainda melhor o relacionamento. “tendeu”? Então Analise comigo a minha situação:

“ Passamos o aniversário dele trabalhando em coisas de casa, foi um dia cansativo, uma semana corrida e eu não me preocupei em comprar um presente, nem uma lembrancinha, ou fazer bilhetinho sequer! Na hora de sair a noite pra comemorar, eu super cansada, falei que estava desanimada de sair. E acabamos por passar passar um dia normal. Com certeza ele ficou chateado, e eu “bola pra frente”! No decorrer da semana, nos desentendemos em várias questões simples, e eu chamei ele para uma conversa. Fui clara e direta, questionei comportamentos, fiz até anotações (sim, eu sou dessas rssrs). Ai, na hora dele expor suas insatisfações, a situação do aniversário veio a tona, carregado de várias outras coisas do fundo do baú. Não concordo daqui, não concordo de lá, o negócio ficou feio! Ao final de tudo, refletimos e concordamos com o principal: Não estamos dispostos a viver sem o outro. Com isso, desde este dia, estou (ou melhor estamos) refletindo e tirando conclusões do que posso fazer diferente, para que aconteça o melhor para os dois e que possamos manter nosso relacionamento saudável e produtivo.

Dentre as conclusões, quero pautar 3 coisas essenciais para isso, que estou praticando:

| 1 – COMUNICAÇÃO INTELIGENTE |

Todo relacionamento é pautado na comunicação! Seja ela eficaz ou não, seu relacionamento será um reflexo de como esse diálogo está fluindo. Mas, eis uma boa surpresa, você pode ir além do simples diálogo!

Estou falando de Comunicação Inteligente! Sabe o que é isso, nas palavras da Jucy? Se comunicar com seu parceiro, usando todo charme e inteligência feminina, para favorecer o caminho do que você comunicou chegar até ele! (calma meninos, vocês também tem a de vocês, vocês sabem muito bem disso) Vamos ao primeiro ponto do meu mau exemplo: Como sempre fomos muito amigos e cúmplices, então diálogo nunca faltou. E aí foi a minha falha! Não basta ser aberto a comunicação, você deve saber como se comunica. Na conversa em questão eu fui clara e direta. certo? Não. Ele estava chateado com algumas atitudes e ausências minhas, então ele não precisava em primeiro, de uma comunicação clara e direta, e sim de uma comunicação amorosa. Entenderam? Sabe, a palavra certa , dita no momento certo, pra pessoa certa ? Isso que eu estou falando! Sobre isso, vou deixar uma sugestão de leitura pra você: As 5 linguagens do amor de Gary Chapman.

| 2 – PERDOE, PERDOE, PERDOE |

Vamos brincar de 3 verdades:
1 – Seres humanos são sujeitos a falhas!
2 – Não, ouvir um simples desculpas, não vai fazer aquilo que te chateou sumir do nada.
3 – O perdão nunca vai lhe parecer justo, mas hoje você perdoa, amanhã será perdoado!

Mas é necessário perdoar, faz parte do ciclo do amor! Não é um sentimento, muito menos uma emoção. É uma escolha, muita das vezes diária. E perdoar envolve várias outras coisas, como compreender, confiar e com tudo isso esquecer. Você não perdoa uma pessoa que está te devendo e depois cobra a dívida. Então falar que perdoou , mas na primeira oportunidade, trazer tudo de volta, sinto muito, mas não é perdão!

Então, PERDOE, se liberte da dor e permita que o outro seja livre!

| 3 – ESTEJA DISPOSTO A RECOMEÇAR… TODOS OS DIAS |

Não se preocupe em falar que está disposto a fazer diferente, as suas ações irão mostrar isso! O quanto antes você perceber que errou, e agir diferente, mais rápido você vai em direção a solução. Um ponto feminino comum e que não ajuda nem a gente e nem ninguém, é o famoso “charminho orgulhoso feminino”. Sei que errei, mas não vou dar o braço a torcer nem morta, ele é o homem , ele que faça a corte, e a serenata de perdão. Amiga, ele também tem erros, eu sei, mas esses erros não justificam os nossos. Então, seja a mudança e a boa atitude que espera do outro e #partiumudança! Viva com intensidade e sem reservas o amor. Assim como a moeda tem dois lados, você escolhe como quer ver tudo ao seu redor. Escolha ver e evidenciar as qualidades, os bons momentos juntos e minimizar os defeitos, pois todos nós temos. E decida amar, todos os dias!

Estamos chegando ao fim da nossa Série #Sevalorizamenina, mas o nosso grupo no whatsapp continua a todo vapor! Continue com a gente nessa autodescoberta do amor e da valorização pessoal.

Mais uma vez um prazer estar aqui com vocês.
Grande Abraço.Assinatura Jucy 2

{ Vamos falar de relacionamento abusivo? }

Título Post - Relacionamento Abusivo 2

Olá,

Dando continuidade a nossa maravilhosa série #sevalorizamenina, que está um sucesso e já virou até grupo no WhatsApp, quero te convidar e perguntar o que te impede de se enturmar conosco? Falamos sobre vários assuntos e nos ajudamos, trocamos experiências e desenvolvemos amizades. Então se você precisa melhorar seus pilares social, emocional e intelectual, venha fazer parte desse grupo! É só deixar nos comentários seu telefone ou o link de sua rede social.

Hoje, vamos falar sobre relacionamentos abusivos. Um tema complexo, profundo e muito recorrente nos dias atuais.

Quem vos escreve sou eu, Nayara Magalhães, coaching integral sistêmico, cristã, mulher e uma sobrevivente de um relacionamento abusivo.

| O QUE É CONSIDERADO UM RELACIONAMENTO ABUSIVO |

Abuso é uma extrapolação de direitos, excesso de poder sobre o outro, necessidade de controle e manipulação dos desejos pessoais.

Complicado? Sim, muito. Destrutivo? Mais ainda.

Um relacionamento pode no início apresentar abusos de maneira sutil, mas com o tempo acaba sendo difícil não ver e sentir os efeitos colaterais. Os abusos podem ser emocional, verbal, físico e sexual. E numa relação frequentemente é uma combinação de todos.

Vamos abordar um pouco, sobre as características desses abusos, afim de que você comece a observar seus relacionamentos.

| CARACTERÍSTICAS DE UM RELACIONAMENTO ABUSIVO |

  • Seu parceiro tem hábitos de cobrar satisfação demasiada, é ciumento e possessivo, “as vezes” até agressivo?
  • Acontece de você realmente ter certeza de um fato, ou uma situação e ele conseguir inverter e te fazer se sentir culpada, ou que não é boa o suficiente? Sabe aquela sensação de que sempre está fazendo algo errado?
  • Não te afirma, ressalta seus defeitos, te coloca pra baixo ou tem um certo “ciúmes” de suas conquistas e toda vez que se sente segura ele dá um jeito de manipular isso?
  • Você tem se afastado dos seus amigos, e sua família anda dizendo que não parece que você está feliz?
  • Na sua rotina fazem o que você gosta ou você se adaptada a somente os passeios e pessoas que ele quer?
  • Sua vida financeira ele controla ou quer controlar? Sabe suas senhas e verifica seus balanços financeiros?
  • Sexualmente falando, ele te respeita quando você não está disposta? Tenta satisfazê-la, se preocupa com seu bem estar e prazer no ato sexual?
  • Sente uma enorme tristeza, e uma dependência da pessoa dele? Você considera que não vai conseguir ficar livre dessas dores?

Se você respondeu sim para pelo menos duas respostas você está em um relacionamento altamente destrutivo. Faça um reflexão e não hesite em pedir ajuda. Não sabemos por que coisas ruins nos acontecem, mas não precisamos permanecer nelas para sempre.

Normalmente o abusador também foi vítima de algum tipo de abuso, por isso ele precisa de tratamento, mas não percebe isso. Então, pare de acreditar que ele vai mudar e melhorar. Quem precisa de cuidado aqui são suas emoções e você mesma! Acredite em você!!

Geralmente acreditamos que quem permanece em um relacionamento ruim e destrutivo é por que quer. Mas nem sempre isso é verdade. Em determinadas situações, a pessoa não consegue sair sozinha, como foi o meu caso. Eu obtive ajuda na terapia, em cursos de inteligência emocional, no coaching e em uma espiritualidade saudável.

O que quero deixar como aprendizado é, se respeite, se ame e se cuide. Ninguém fará isso por você, se isso já não for um hábito seu! É difícil recomeçar a vida sozinha, mas não é impossível e é até gratificante empoderar a si mesmo.

Encerro com uma frase e uma pergunta de reflexão:

“Se amar é ter coragem de dizer chega”
Até quando você vai se submeter a isso?Assinatura Nay

{ Mas afinal, eles são mesmo todos iguais? }

Título Post - Não fazer

Olá Moças!

Tão famosa quanto a frase das mulheres dizendo: “Os homens são todos iguais, só mudam de endereço” é o questionamento dos homens de “Se os homens são todos iguais, porque as mulheres escolhem tanto?” Em meio a esse embate, seguimos com o nosso tema de hoje: Será mesmo que eles são todos iguais?”

Essa generalização se deve não só a quesitos sociais e culturais, mas em especial ao nosso cotidiano. Esta frase está atrelada a uma justificativa por atitudes que nos machucam. Com isso, acabamos injustamente, colocando todos os homens no mesmo saco. Já falamos aqui na série #sevalorizamenina, que somos seres únicos e isso não se restringe apenas às mulheres.

Generalizações são perigosas e por muitas vezes injustas. Muitas das vezes já me vi em congressos e eventos voltados para mulheres onde ocorrem algumas generalizações femininas. Eu, por exemplo, não me vejo nem um pouco nas colocações, como: “Mulheres são românticas e sensíveis”. Sim, é verdade que muitas são, mas veja o meu caso específico: O meu marido é bem mais romântico do que eu, tenho milhares (e milhares) de cartas dele da época do namoro, ele deve ter umas 10 minhas (contando os cartões de aniversário). Sem contar que ele é mais sensível em alguns pontos que pra mim passam super despercebido.

Claaarooo que existem sim, linhas do comportamento masculino, que por diversos motivos, são mais comuns, pois os ditos populares também não surgem do nada. Os famosos clichês existem sim, e alguns homens podem viver isso em pitadas ou fases, para alguns essa fase é eterna, como: O filhinho da mamãe, o shrek , o fortão vaidoso, o CDF culto, o sensível (um aplauso para os que assumem isso e sabem que não fere em nada sua masculinidade), os que não são “ave maria” mas são cheios de graça haha, entre outros.

O que vejo então de verdade, é que nós mulheres, historicamente evoluímos e amadurecemos muito para fazer sempre o papel da “moça inocente” que foi enganada pelo “homem cafajeste”. Uma mulher que sofre na mão de um homem, se desvaloriza, se anula, vê e ignora muitos sinais, que inclusive já até citamos aqui. Por viver isso em muitos relacionamentos, ao invés de encarar o problema de frente, sair da zona de conforto e se posicionar de forma assertiva (sem ficar em cima do muro) no relacionamento, prefere justificar a situação e dizer: “ Ah… eles são mesmo todos iguais”. É aquela sua “amiga” que parece só escolher cara que não presta, sabe? O nome disso é autossabotagem e crença de não merecimento. Vemos isso com muita frequência em duas situações, respectivamente:

1- A que entra e sai de relacionamentos e o problema é sempre o outro. No caso, o homem que é sempre igual, então ela não precisa mudar sua postura!

2 – A que se prende em um relacionamento que não a engrandece e valoriza e, ao invés de confrontar seu parceiro, justifica que são todos iguais, então se engana na ilusão de que não merece ou não tem nada melhor que isso.

Deixa eu te dizer uma coisa muito importante: a única pessoa que pode dar um basta nessas situações, é VOCÊ! Aproveito pra deixar uma excelente sugestão de leitura : Pare de se sabotar e dê a volta por cima de Flip Flippen, tem um preço super em conta e contém lições valiosíssimas.

É preciso tomar as rédeas das nossas emoções e tomar postura diante do que se espera do outro. Somos seres complexos e únicos, e afinal essa é a graça da vida! O desafio de viver e se apaixonar pela complexidade e pela diferença do outro. Então minha resposta pra você hoje é: Não, eles não são todos iguais, apesar de terem algumas semelhanças!

E eu aqui vou me despedindo, mas deixo um desafio a vocês:
“Quais as atitudes vocês acham mais comuns entre homens e mulheres no relacionamento?

Mais uma vez foi um prazer dividir com vocês esse momento,
um grande beijo e até o próximo post!Assinatura Jucy 2

{ O que não fazer no início do namoro }

Título Post - Não fazer

Olá Meninas!

Aqui estou eu de volta! E aí? Estão gostando dos temas que trouxemos até aqui? Você já viu como saber se está pronta ou não para um relacionamento. Agora, se a resposta é sim, estou pronta! … O que NÃO se deve fazer no início de um relacionamento?

São muitas atitudes e comportamentos que podem afetar positiva ou negativamente um relacionamento. Além disso, somos seres únicos com variadas combinações de temperamentos, crenças, valores e personalidades. O que se deve evitar em um relacionamento, talvez seja essencial para outro caso, pois existem casos amplos e específicos. Maaaas, tem sempre aquilo que não cabe mesmo, ainda mais se tratando de um início de namoro, e é desses detalhes que vamos tratar em dois níveis de agravante. haha


O que não se deve fazer EM HIPÓTESE ALGUMA:

| PROPAGANDA ENGANOSA |

Já falamos aqui em outras postagens sobre o autoconhecimento, e, tão importante quanto se conhecer , é ser quem você é. No início do relacionamento, temos a péssima tendência a “maquiar” quem somos, e vender para o outro “a pessoa perfeita”, encobrindo nossos defeitos e forçando situações que não representam nossa autenticidade. Faça-o se apaixonar por quem você verdadeiramente é!

| CIÚME EXCESSIVO – A LOUCA CIUMENTA |

Sabemos que um ciuminho faz bem e dá um clima gostoso de “ tô protegendo o que é meu”. Mas, quando esse ciúme ultrapassa essa barreira não é legal, principalmente no início do relacionamento.

Alguns exemplos de excessos de ciúme no inicio do namoro:

  • Ciúme de mãe e familiares;
  • Querer loucamente descobrir o passado dele
    e exigir detalhes a qualquer custo, e se enciumar por algo que passou;
  • Exigir contato o tempo todo, e dar aquele famoso “piti”
    se ele demorar a atender o telefone ou responder uma mensagem.

É preciso tomar cuidado para não sufocar tanto e acabar espantando o novo amor.

| COMPARAÇÕES – EX VERSUS ATUAL |

Não conheço ninguém que goste de ser comparado, ainda mais quando se está conhecendo um “novo alguém”. Falar excessivamente de como seus ex’s eram, como eles faziam isso e aquilo deve ser totalmente evitado. E, por mais que não seja a intenção comparar, para o outro que ainda está te conhecendo melhor, vai soar como comparação e acaba por desmerece-lo , ou fazendo com que ele possa entender que ainda exista algum tipo de afeto com o ex.


O que é BOM evitar:

| PRIORIDADE TOTAL |

Apesar de ser o início, aquela fase gostosa que queremos muito curtir o outro, é importante não se desfazer daqueles que já faziam parte da sua vida mesmo antes do novo amor chegar. Não desfaça toda a sua agenda logo de cara e centralize tudo em torno dele, concilie pra que possam ter momentos juntos, mas para que cada um tenha tempo de qualidade com família e amigos e para seus hobbies pessoais.

| INTIMIDADE INSTANTÂNEA |

Cada namoro tem seu perfil é claro, mas abrir sua intimidade instantaneamente é algo que se deve evitar no início, pois vai acontecer naturalmente. E isso vai de ir ao banheiro com a porta aberta, expor questões de higiene pessoal, e até sair apresentando ele a tudo e a todos os primos de terceiro grau e forçar torná-lo “de casa”.

| PLANEJAMENTO FAMILIAR |

haha! Essa é boooaa… Falar em casamento em um namoro de início costuma assustar a muitos homens , e isso é tão comum , que vire e mexe é tema de alguma encenação de humor. Claro que é comum partilhar de sonhos, e ele vai querer ouvir seus projetos de vida. Mas em excesso, também é interessante evitar. É justo aqui ressaltar, que não é só mulheres que cometem isso! Sentar pra conversar sobre futuro e ter o nome dos filhos já com seu sobrenome, digamos que independente do sexo, é assustador! Haha


Então a dica do dia é essa! No mais, é tão gostoooosa essa fase, torcer pro dia passar logo pra encontrar o love e ficar juntinho. Vale a pena curtir muito , sem passar por essas situações que falamos aqui, não é? Com certeza você já passou por algo do tipo, ou outra situação inusitada no inicio de um namoro? Me conta ai?

Já chegamos na metade dessa série que está bombando! Na semana que vem falaremos sobre o comportamento masculino. E aí! Será mesmo que eles são todos iguais?

Beijos e até o próximo post. Assinatura Jucy 2

{ 5 sinais de que ele não está tão afim assim }

Título Post - Não está afim

Olá!

Tem sido uma alegria enorme e recompensadora participar desta série. A série #sevalorizamenina tem o objetivo de inspirar mulheres a se autoconhecerem, se amarem e reconhecerem suas qualidades e valores para potencializar suas habilidades a fim de se posicionarem corretamente positivamente em várias áreas da vida. Hoje vamos falar sobre início de relacionamento e sinais que nos remetem ao interesse ou desinteresse da outra parte.

Quem nunca se interessou por alguém e não foi correspondido como esperava? Ou se interessaram por você, não houve reciprocidade e você nem sabe o motivo… Apenas não bateu. Talvez você esteja até conhecendo alguém mas não se sente segura ainda com ele. Ou então não sabe se ele está só te conservando em “banho Maria”. Isso é super comum. A pergunta é: Como podemos identificar os sinais de que a pessoa não esta mais tão afim?

O que quero abordar é o fato de que podemos lidar com a frustração de uma expectativa que não foi correspondida de uma maneira leve e saudável. Afinal, não há nada de errado em o outro não gostar de você e vice-versa. Ninguém é obrigado a gostar e também não temos a obrigação nem pretensão de agradar a todos. O valor pessoal e individual não está no sentimento que o outro tem para conosco. Seu valor é o mesmo independente de estar sendo correspondido ou ter sofrido uma rejeição. Compreendido isto, vamos aos sinais:

| 1 – TEMPO DE QUALIDADE |

A pessoa dedica tempo a você? Conversam muito sobre vários assuntos inclusive pessoalmente? Horas de WhatsApp somente não vale. Você enxerga que há interesse em suas conversas? Amiga, se o cara não tem nem paciência pra conversar com você e não promove este “tempo de qualidade”, que nada mais é do que atenção dispensada a você e ao que você pensa, fique atenta, pois, relacionamentos foram feitos para crescimento mútuo. Ou seja, uma boa conversa abre muitos caminhos e diminui as distâncias.

| 2 – NÃO ASSUME VOCÊ |

O cara te leva pra sair daí encontra com um conhecido e larga a sua mão, ou não te apresenta? Vixiiii abre o olho! Aqui percebemos de cara que existem problemas e vários possíveis motivos do “bonitão” agir desta forma com você… Mas prefiro não abrir este leque de especulações. Apenas responda para você mesma com muita sinceridade… “Você tá disposta a ficar escondida e ser a eterna anônima na vida do cara?” Acredito que não!

| 3 – HORÁRIOS DE CONTATO |

Você tá cheia de saudade e mega animada pra ver o gato e aí o que ele faz? Não te liga o dia todo, depois das 22hs o telefone toca ou chega WhatsApp a seguinte mensagem: ” E aí linda, vai fazer o quê? Vamos sair e dar uma volta ou comer alguma coisa”. Pensa bem… Esse moço teve o dia inteiro, talvez a semana inteira pra tomar coragem e programar algo pra vocês dois e não fez. Tá bom, pode ser que ele não seja bom em planejar. Mas te ligar depois das 22hs comunica a seguinte informação: “Você é minha última opção”. A menos que você se contente com migalhas, pule fora desse barco sem medo ou arrependimentos, pois esse cara não tá afim de você de verdade!

| 4 – DESINTERESSE PELO SEU CONTEXTO |

O que é realmente importante pra você? Ele sabe? Se interessa? Quer conhecer sua família e amigos? Demonstra curiosidade sobre o que você faz, quais são os seus sonhos e expectativas? A pessoa que estiver interessada em você naturalmente vai querer saber tudo sobre o seu contexto de vida Isso comunica intimidade. O que mais tem acontecido hoje é que as pessoas têm se contentado com superficialidade, não querem compromisso ou profundidade. Cabe a você decidir o que quer.

| 5 – ATITUDES E COMPORTAMENTOS |

Conhece alguém que fala bem, é super articulado e tal mas, na prática, age de forma contrária a tudo o que diz? Irritante, né? A melhor comunicação não é a verbal, embora essa seja fundamental. Minha amiga, atitude e comportamento falam muito mais! O cara desmarca compromissos com você constantemente, fala que vai fazer e não faz, tá sempre dando desculpas e colocando a culpa no trabalho, na família, no estudo, enfim… Quem quer fazer, não dá desculpa. E homens quando querem… Áh, eles insistem! A real é: “Fazemos o que queremos e damos desculpas quando não queremos!” Não aceite ser colocada em “stand by” ou “banho Maria” na vida de ninguém. Fica atenta!! Quando o interesse é verdadeiro o relacionamento vira uma das prioridades!

Olhando para esses sinais… Você se viu em algum deles?

A escolha é sua! Que decisão vai tomar? Você pode continuar sendo a segunda ou terceira opção se enganando que está tudo bem, ou reconhecer que não precisa de migalhas e ser feliz solteira, até realmente valer a pena se envolver!

Encerro esse post me apresentando novamente. Me chamo Nayara Magalhães, sou coaching Integral sistêmico e visagista. Minha missão é levar pessoas ao encontro de si mesmas, desenvolvendo sua capacidade e potencial rumo à realização interpessoal, profissional, intelectual, emocional e física.

Abraços de 40sAssinatura Nay

Estou pronta para um relacionamento?

Título Post - Estou pronta 2

Olá Meninas!!

Meu nome é Jucielen, mas podem me chamar de Jucy! Tenho 23 anos, sou casada há 4 anos, trabalho com gestão pessoal em um salão de beleza e estudo Gestão de RH e Coaching. Foi uma grande alegria receber o convite da Pati para falar aqui sobre temas tão frequentes no nosso dia a dia e é uma grande responsabilidade dar continuidade a essa série, junto com a Nayara Magalhães, que vem conduzindo brilhantemente. Particularmente estou amando!

Apresentação feita, vamos ao nosso tema de hoje: Como saber se estou pronta para um relacionamento? Puxa, é uma pergunta complexa, não é mesmo?

Creio que muitas das vezes, entramos em um relacionamento sem saber essa resposta e, colhemos as consequências dessas incertezas a dois. Erramos muitas das vezes por achar que tudo vai se acertar no decorrer do relacionamento. Contudo, a experiência mostra que não é bem assim que acontece.

Vamos fazer da seguinte forma: vou fazer 3 perguntas e analisaremos o que fazer daí pra frente!

| 1 – VOCÊ SE CONHECE DE VERDADE? |

SIM – Se essa é a sua resposta, já é um indicativo de 60 pontos de que você está pronta para se relacionar. Sinal que você já conhece seus hobbies, seus gostos, suas travas emocionais que precisam ser superadas, suas qualidades, os pontos que você precisa desenvolver, seu potencial profissional, entre outros.

NÃO – Se a sua resposta é não e você quer saber o que precisa para se relacionar com outra pessoa, sem dúvida alguma é “se envolver consigo mesma antes!” Isso mesmo! Se conheça, se descubra! Afinal, como saber o que se quer, o que precisa, se nos conhecemos tão pouco? Tal desconhecimento nos leva a embarcar em relacionamentos onde nos anulamos e nos desvalorizamos por completo. Para saber como reverter essa situação e embarcar em uma viagem pra dentro de si, não deixe de conferir esses posts incríveis que abordam profundamente sobre.

| 2 – VOCÊ SABE DE FATO O QUE ESPERA DE UM RELACIONAMENTO? |

SIM – Sua opção é sim, então é porque você sabe bem se esta querendo apenas passar o tempo, se divertir junto ou se quer construir uma família. Isso define muito da sua postura e é mais um sinal que você não só se conhece, mas, está convicta do que procura, some mais 20 pontos!

NÃO – Se essa é a sua alternativa. Te oriento a refletir a respeito, pois pra mim é a causa de muitas crises e até mesmo fim de casamentos. Nós temos uma péssima tendência de esquecer que um relacionamento não é um acontecimento aleatório e sim uma ESCOLHA! E muito séria por sinal, pois vai interferir (você estando com a pessoa ou não) no resto da sua vida. Não é algo rígido… Pode acontecer de um “ficante de uma noite” vir a ser um excelente marido e pai dos seus filhos. Só não esqueça que é uma escolha e que você é totalmente responsável por ela. Tem uma frase de Lewis Carroll , um poeta matemático que diz: “Se você não sabe onde quer ir, qualquer caminho serve.” E o mesmo vale para relacionamentos, se você não sabe o que espera de um parceiro, qualquer um serve! Quando comecei a namorar meu marido, observei muito seu padrão de educação, o que era importante pra ele, como ele tratava os seus pais e irmãos e isso foi essencial para minha escolha de casar! Então, fica a dica.

| 3 – ESTOU COMPLETAMENTE DESLIGADA DE OUTROS OU DE POSSÍVEIS RELACIONAMENTOS? |

SIM – Parabéns, se a resposta é sim, pois não é uma tarefa fácil, mas extremamente necessária. E quando digo completamente desligada, é de fato em todos os sentidos: Emocional, físico e até mesmo financeiro.

NÃO – Ixi, se essa é a sua opção. É bom começar a agir logo se você quer se abrir de fato para um relacionamento novo e saudável! Desapegue de presentes, fotos e principalmente de feridas emocionais. Digo isso, porque vejo com frequência, pessoas entrarem em relacionamentos colocando sobre o novo amor, traumas e mágoas sofridos pelo antigo parceiro, como a traição por exemplo! Sei que é bem delicada a situação, mas a pessoa em questão não tem nada a ver com o ocorrido e pode acabar sofrendo um ciúme doentio resultante de algo que ficou pra trás. Outro comportamento muito comum é manter pessoas “no forno”- são aquelas que massageiam o nosso ego de vez em quando, mas nem chegam a se tornar algo sério ou oficial. Não negue, eu já passei por isso de ambos os lados e sei que não é nada legal. Aqui vale a regra de não fazer com os outros, aquilo que você não quer pra você. E convenhamos, estar livre do passado e sem pesos na consciência é uma libertação e novamente demonstra uma postura de abertura e comprometimento para o que está por vir.

E ai? Quanto pontuou? Identificou-se em algumas dessas situações¿ Então reflita!
Essa é outra coisa que aprendi e hoje aplico na minha vida: “Refletiu, identificou o problema? Não demore na busca e prática da solução, ganhe tempo e vida!” Combinado?

Então já vou me despedindo por aqui… Foi um prazer estar com você!

Na semana que vem falaremos sobre
os sinais que um cara dá quando não está tão a fim assim.
Não deixe de conferir toda a série que está demais!
#sevalorizamenina e até o próximo post Assinatura Jucy 2

{ Aprenda a lidar com as adversidades }

Título Post - Adversidades

Olá!!! Continuando a série #SeValorizaMenina, hoje vamos abordar um tema fundamental para lidarmos com as adversidades da vida. Comecemos com algumas perguntas…

  • Você já passou por situações onde não soube se controlar, agiu por impulso,
    chorou compulsivamente, se irritou ou se comportou de maneira agressiva?
  • Já viveu um fim de relacionamento e teve que enfrentar
    solidão e seus pensamentos negativos?
  • Já quis muito uma coisa, se programou e organizou,
    mas no final as coisas não saíram como você esperava?
  • Teve oportunidades no trabalho, mas não teve êxito
    em demonstrar todo seu potencial?

Então, lidamos com essas são situações chatas, mas bem corriqueiras, praticamente todos os dias. A questão é… Como podemos reagir a tantos desencantos e frustrações sem abalar ou prejudicar outras áreas da vida? Ou, como devemos nos comportar diante de situações desafiadoras? Qual seria apostura adequada?

O segredo para responder a essas e outras perguntas se chama “inteligência emocional”.

Inteligência emocional é a capacidade do indivíduo de reconhecer e avaliar os seus próprios sentimentos e os dos outros e também de lidar com eles.

Veja um exemplo: Você certamente conhece alguém formado, pós graduado, ou tido como muito inteligente mas que não é próspero em sua vida. Em contrapartida, há outro que não tem alto grau de escolaridade, mas que, apesar disso, se dá super bem profissionalmente e em outras áreas da vida. Estes dois exemplos estão diretamente ligados a competências emocionais.

Segue um levantamento interessante baseado no material de um dos treinamentos que fiz dentro deste assunto (método CIS-SP-171): ‘Apenas 13%dos profissionais fracassam por falta de habilidades intelectuais, técnicas e cognitivas. 87% fracassam pela falta de liderança, relacionamentos, segurança, autocontrole, empatia, superação, ousadia, otimismo etc.’

Em face desta realidade, é necessário assumir a responsabilidade do que acontece em nossa vida, ao invés de apontar culpados. Se você teve um infância complicada e recebeu maus exemplos em sua casa, você não precisa repetir esses comportamentos ruins e justificá-los pelas experiências ruins que vivenciou. Que tal começar a olhar para essas circunstâncias que são parte da sua história com um novo olhar, com uma atitude diferente e positiva?

Se permita chorar e aceite as tristezas para depois levantar a cabeça e seguir em frente! Como no fim de relacionamentos amorosos. É bem doloroso, eu sei, mas isso não é o fim da vida. Considere sempre que toda “perda tem ganhos”.

Aprenda com os seus erros, se perdoe, perdoe os outros… Comunique amor em atos, palavras e ações para que esse sentimento envolva todos os seus relacionamentos e a sua vida. Invista em autoconhecimento. Desenvolva seus talentos, dons, habilidades e tenha autoconfiança para explorar todo seu potencial e enfrentar seus medos.

É isso pessoal, Inteligência emocional nada mais é que a arte de controlar suas emoções e sentimentos. E quem controla suas emoções controla a própria vida!!

E ai? Está disposto(a) controlar sua vida?

Para se aprofundar ainda mais nesse assunto,
você pode começar adquirindo o livro “Inteligência Emocional” de Daniel Goleman.
O coaching também é uma ótima opção. Caso se interesse,
entre em contato comigo pelo email nayara.maga_bh@hotmail.com.

Abraços e até o próximo post.Assinatura Nay

{ 7 passos para aumentar sua autoestima }

Título Post - AutoEstima

Olá,
Estou aqui de novo!
Essa Patrícia cismou comigo gente!!! Rsrsrsrs

Mas continuando a série, hoje vamos falar sobre “AUTOESTIMA ou a estima que temos de nós mesmos e autoimagem que consiste na maneira como nos vemos. Quando há falta de valorização e de respeito próprio, nos colocamos sempre em segundo plano, temos atitudes de autodestruição e percebe-se uma estagnação que nos impede de viver nosso potencial total. É necessário ter coragem de olhar para dentro de si e trabalhar duro para alcançar a transformação que se está almejando.

A baixa autoestima é resultado da ausência de autoconhecimento e da necessidade de cura de bloqueios emocionais.

Quero fazer algumas perguntas…

  • Quando você se olha no espelho, os sentimentos que lhe vêm são de frustração e desânimo?
  • Sente-se um peixinho fora da água ou um patinho feio?
  • Não consegue se encaixar no mundo e tem certeza que há algo de errado em você?
  • Você tem relacionamentos onde te tratam mal e mesmo assim você os mantém?
  • Você fuma, come muitas besteiras e guloseimas e ou faz uso de álcool?
  • Sente-se desvalorizado, inadequado, estagnado ou incapaz?

Se você disse sim a pelo menos 4 destas perguntas, você certamente é um canditado à baixa autoestima. Mas não se desespere, para tudo dá-se um jeito!!

Você deve estar pensando, “Sei… Tem jeito pra tudo, menos pra mim”. Quero te dizer que por muito tempo era exatamente isso que eu pensava e sentia a meu respeito. Permita-me contar um pouco da minha historia para vocês…

Eu bem sei o que é não ser aceita, ser discriminada e sofrer bullyng. Desde os meus 4 anos de idade, minha mãe tinha um problema com meu cabelo. Ele era super anelado e difícil de desembaraçar, e sem muito entendimento, ela tentava de tudo para que ele ficasse baixo e sem me deixar com aquela imagem de descabelada. Desde então, fui submetida a vários procedimentos para “amansar a fera” como ela dizia. Fiz vários relaxamentos: pente quente, ferro de passar roupa ( sim, ferro de passar roupa… Há muitos anos atrás ele tinha a mesma função que a chapa/prancha tem hoje. Ops! Acabei de revelar minha idade), enfim, esses entre vários outros processos para mudar o cabelo. Aos 8 anos de idade, coloquei meu primeiro mega hair e esta deveria ser a quadragésima nona estratégia da minha mãe para resolver um corte de cabelo “Joãozinho” que não me favoreceu muito.

Em meio a tantas tentativas de melhorar o aspecto do meu cabelo, fui crescendo e ao entrar na escola, lugar onde fazemos amigos verdadeiros, mas também alguns inimigos, para piorar a situação já nada fácil, devido ao meu sobrepeso, eu era alvo constante de piadinhas dos colegas, que chegaram a me apelidar de “apara raio” e até “popotinha”.

Resumindo, eu sei bem como é se olhar e não se enxergar.

Porém, em um dia inesperado, comecei a questionar aqueles pensamentos que eu tinha a meu respeito e decidi que era hora de fazer alguma coisa para mudar aquela situação. Permanecer na redoma dos meus pensamentos negativos não mudaria os resultados.

Hoje, eu trabalho com a autoestima das pessoas, sou coaching, visagista, cabeleireira e maquiadora e compartilho agora com vocês algumas dicas de como aumentar sua autoestima.

Vamos lá!

| PASSO 1 – LISTA DE CARACTERÍSTICAS |

Faça uma lista de suas características físicas, caráter e personalidade, dons e habilidades. Dentro dessa lista faça uma separação do que você gosta e não gosta em você, comece pelo que gosta!

| PASSO 2 – VALORIZE O QUE GOSTA EM VOCÊ |

Se gosta do seu sorriso, passe um batom e sorria mais. Se gosta dos olhos, tire os óculos! Se gosta das suas pernas, use saias, shorts. Só tome cuidado com o tamanho, pra não perder o sentido e acabar transmitindo uma imagem vulgar. É muito importante que você se valorize e aprecie as qualidades que existem em você! Quais seus dons? Aperfeiçoe-os… E prepare-se para receber elogios!

| PASSO 3 – TRABALHE O QUE NÃO GOSTA EM VOCÊ |

Todos precisamos desenvolver áreas de nossa vida e não há nada tão bom que não possa melhorar! Se você tem o costume de ser impaciente com as pessoas, ou grosseira, leia alguns livros sobre inteligência emocional e de relacionamentos. Se esta acima ou abaixo do peso, procure um nutricionista e pratique alguma atividade física. O importante é você verificar se há como ajustar isso que te desagrada.

| PASSO 4 – PENSE POSITIVO |

Tcharammmm… Pensar positivo não é ficar num mundo da lua imaginando como seria bom se você não tivesse problemas. Pensar positivo nada mais é que manter sua mente cheia de coisas boas e que edificam. Reveja suas leituras, seus programas de TV, suas séries preferidas e filmes e reflita se eles te motivam ou te deixam pra baixo, se edificam ou te sugam?

| PASSO 5 – ESCOLHA SEUS RELACIONAMENTOS |

Você é a média dos seus 5 amigos. Selecione suas amizades, elas têm poder de influenciar na sua maneira de pensar e se comportar! Escolha pessoas que se valorizam e te valorizam, que se respeitam e te respeitam, que consideram ter sua companhia uma tremenda sorte!

| PASSO 6 – SEJA AUTORRESPONSÁVEL |

Assuma a responsabilidade de seus atos, escolhas e decisões e pare de culpar os outros. Chega de vitimização!!

| PASSO 7 – DÊ UM TAPA NO VISUAL |

Nada melhor do que mudar o cabelo,fazer um make, criar um look mais moderninho e caprichar nos acessórios!! Não há baixa auto estima que resista a uma boa mudança no “visu”! Se você tem um pouco mais de recursos, invista em profissionais da área: visagismo, coach, consultoria de imagem, cabelereiros e maquiadores. Se não tiver recursos, a net lhe dá acesso a diversos tutoriais que estão bombando de informações gratuitas!!

 E ai, vamos começar? “Assim como o homem se vê, assim ele é” Pv. 23

Bjo grande e até o próximo post, onde vamos falar um pouco
sobre como lidar com as adversidades.Assinatura Nay