{ 7 passos para aumentar sua autoestima }

Título Post - AutoEstima

Olá,
Estou aqui de novo!
Essa Patrícia cismou comigo gente!!! Rsrsrsrs

Mas continuando a série, hoje vamos falar sobre “AUTOESTIMA ou a estima que temos de nós mesmos e autoimagem que consiste na maneira como nos vemos. Quando há falta de valorização e de respeito próprio, nos colocamos sempre em segundo plano, temos atitudes de autodestruição e percebe-se uma estagnação que nos impede de viver nosso potencial total. É necessário ter coragem de olhar para dentro de si e trabalhar duro para alcançar a transformação que se está almejando.

A baixa autoestima é resultado da ausência de autoconhecimento e da necessidade de cura de bloqueios emocionais.

Quero fazer algumas perguntas…

  • Quando você se olha no espelho, os sentimentos que lhe vêm são de frustração e desânimo?
  • Sente-se um peixinho fora da água ou um patinho feio?
  • Não consegue se encaixar no mundo e tem certeza que há algo de errado em você?
  • Você tem relacionamentos onde te tratam mal e mesmo assim você os mantém?
  • Você fuma, come muitas besteiras e guloseimas e ou faz uso de álcool?
  • Sente-se desvalorizado, inadequado, estagnado ou incapaz?

Se você disse sim a pelo menos 4 destas perguntas, você certamente é um canditado à baixa autoestima. Mas não se desespere, para tudo dá-se um jeito!!

Você deve estar pensando, “Sei… Tem jeito pra tudo, menos pra mim”. Quero te dizer que por muito tempo era exatamente isso que eu pensava e sentia a meu respeito. Permita-me contar um pouco da minha historia para vocês…

Eu bem sei o que é não ser aceita, ser discriminada e sofrer bullyng. Desde os meus 4 anos de idade, minha mãe tinha um problema com meu cabelo. Ele era super anelado e difícil de desembaraçar, e sem muito entendimento, ela tentava de tudo para que ele ficasse baixo e sem me deixar com aquela imagem de descabelada. Desde então, fui submetida a vários procedimentos para “amansar a fera” como ela dizia. Fiz vários relaxamentos: pente quente, ferro de passar roupa ( sim, ferro de passar roupa… Há muitos anos atrás ele tinha a mesma função que a chapa/prancha tem hoje. Ops! Acabei de revelar minha idade), enfim, esses entre vários outros processos para mudar o cabelo. Aos 8 anos de idade, coloquei meu primeiro mega hair e esta deveria ser a quadragésima nona estratégia da minha mãe para resolver um corte de cabelo “Joãozinho” que não me favoreceu muito.

Em meio a tantas tentativas de melhorar o aspecto do meu cabelo, fui crescendo e ao entrar na escola, lugar onde fazemos amigos verdadeiros, mas também alguns inimigos, para piorar a situação já nada fácil, devido ao meu sobrepeso, eu era alvo constante de piadinhas dos colegas, que chegaram a me apelidar de “apara raio” e até “popotinha”.

Resumindo, eu sei bem como é se olhar e não se enxergar.

Porém, em um dia inesperado, comecei a questionar aqueles pensamentos que eu tinha a meu respeito e decidi que era hora de fazer alguma coisa para mudar aquela situação. Permanecer na redoma dos meus pensamentos negativos não mudaria os resultados.

Hoje, eu trabalho com a autoestima das pessoas, sou coaching, visagista, cabeleireira e maquiadora e compartilho agora com vocês algumas dicas de como aumentar sua autoestima.

Vamos lá!

| PASSO 1 – LISTA DE CARACTERÍSTICAS |

Faça uma lista de suas características físicas, caráter e personalidade, dons e habilidades. Dentro dessa lista faça uma separação do que você gosta e não gosta em você, comece pelo que gosta!

| PASSO 2 – VALORIZE O QUE GOSTA EM VOCÊ |

Se gosta do seu sorriso, passe um batom e sorria mais. Se gosta dos olhos, tire os óculos! Se gosta das suas pernas, use saias, shorts. Só tome cuidado com o tamanho, pra não perder o sentido e acabar transmitindo uma imagem vulgar. É muito importante que você se valorize e aprecie as qualidades que existem em você! Quais seus dons? Aperfeiçoe-os… E prepare-se para receber elogios!

| PASSO 3 – TRABALHE O QUE NÃO GOSTA EM VOCÊ |

Todos precisamos desenvolver áreas de nossa vida e não há nada tão bom que não possa melhorar! Se você tem o costume de ser impaciente com as pessoas, ou grosseira, leia alguns livros sobre inteligência emocional e de relacionamentos. Se esta acima ou abaixo do peso, procure um nutricionista e pratique alguma atividade física. O importante é você verificar se há como ajustar isso que te desagrada.

| PASSO 4 – PENSE POSITIVO |

Tcharammmm… Pensar positivo não é ficar num mundo da lua imaginando como seria bom se você não tivesse problemas. Pensar positivo nada mais é que manter sua mente cheia de coisas boas e que edificam. Reveja suas leituras, seus programas de TV, suas séries preferidas e filmes e reflita se eles te motivam ou te deixam pra baixo, se edificam ou te sugam?

| PASSO 5 – ESCOLHA SEUS RELACIONAMENTOS |

Você é a média dos seus 5 amigos. Selecione suas amizades, elas têm poder de influenciar na sua maneira de pensar e se comportar! Escolha pessoas que se valorizam e te valorizam, que se respeitam e te respeitam, que consideram ter sua companhia uma tremenda sorte!

| PASSO 6 – SEJA AUTORRESPONSÁVEL |

Assuma a responsabilidade de seus atos, escolhas e decisões e pare de culpar os outros. Chega de vitimização!!

| PASSO 7 – DÊ UM TAPA NO VISUAL |

Nada melhor do que mudar o cabelo,fazer um make, criar um look mais moderninho e caprichar nos acessórios!! Não há baixa auto estima que resista a uma boa mudança no “visu”! Se você tem um pouco mais de recursos, invista em profissionais da área: visagismo, coach, consultoria de imagem, cabelereiros e maquiadores. Se não tiver recursos, a net lhe dá acesso a diversos tutoriais que estão bombando de informações gratuitas!!

 E ai, vamos começar? “Assim como o homem se vê, assim ele é” Pv. 23

Bjo grande e até o próximo post, onde vamos falar um pouco
sobre como lidar com as adversidades.Assinatura Nay